27 de nov de 2014

ARQUIVO HISTÓRICO PARTICIPA DE EVENTO


26 de nov de 2014

DOSSIÊ PLANO DE URBANIZAÇÃO PRAIA DE BELAS


      Na década de 1950, houve grande preocupação ( fruto dos planos de urbanização desde o de 1914, de Moreira Maciel, no governo José Montaury)em urbanizar a Praia de Belas, torná-la uma região residencial, com abertura de ruas, aterros, construção de prédios públicos(como escolas e hospitais),saneamento,abastecimento etc. Para isso, foi constituída uma parceria do governo estadual de Ildo Menegheti com o governo municipal de Leonel Brizola para a doação de terreno   do estado do RGS para o município de Porto Alegre.
  Mas a história começa antes, no governo municipal de Ildo Menegheti,em 1950, quando ele   abriu concorrência  pública para execução da urbanização da Praia de Belas na base de um projeto já existente. No entanto, em 1951, o engenheiro Edvaldo Pereira Paiva,como Diretor do Planejamento Urbano, foi convocado a elaborar  um anteprojeto de urbanização da Praia de Belas e  da Av Beira-Rio. É ele quem nos conta a história,desde o início, em palestra,cuja versão impressa faz  parte  da documentação guardada no Fundo Documental Obras e Viação, do Acervo do Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho.

             O que diz Edvaldo  Pereira Paiva sobre a importância da urbanização da Praia de Belas:

    “O saneamento e urbanização dessa zona  tem sido,através de décadas,um desejo dos habitantes de nossa cidade, e diversos projetos têm se sucedido com essa finalidade, uns localizando ali a extensão do porto e outros caracterizando-a como zona de extensão residencial.”

Separata da Revista do D.P.M. Dezembro-1951





                   


       Alguns documentos  sobre o assunto:



Obras e Viação:


Livro de Atas da  Comissão da Praia de Belas-1959
Processo de doação do terreno para a abertura  da Av. Beira-Rio,contendo a minuta da escritura e a correspondência trocada entre os dois governos

Legislação:

Leis  1487/55 e  1657/56 e   seus respectivos projetos de lei

Cartografia:

Plantas  do projeto de urbanização



                   
                                     

































































Uma curiosidade:


A  ata da solenidade que marcou o início  das obras (13/9/1955) foi guardada, junto com jornais daquele dia, moedas e cédula da época, numa urna, que seria enterrada naquele local.No entanto,uma ata  de 1987  registra a abertura da urna  e revela o local onde  estava guardada:Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho. Depois de aberta a urna, o conteúdo  ficou sob a guarda da Instituição, disponível para pesquisa.
















19 de nov de 2014

EDUCAÇÃO PATRIMONIAL DO AHPAMV NA 60ª FEIRA DO LIVRO














18 de nov de 2014

ACERVO BIBLIOGRÁFICO: LIVROS DOADOS PELA EDIPUCRS (4)




Lições de História:da história científica à crítica da razão  metódica no limiar do século XX




    Este  é o segundo volume do projeto editorial Lições de história. O primeiro tem como subtítulo O caminho da ciência no longo século XIX, publicado em 2010.
     O objetivo desses dois volumes  é compensar a carência de bibliografia dos grandes filósofos e historiadores  traduzidos para a Língua Portuguesa, preocupação que  nasceu há 10 anos das dificuldades do ensino acadêmico e se materializou nas duas antologias de Lições de história. Este  segundo volume tem como  objetivo  fomentar o debate sobre a “crise do historicismo”,que vai do século XIX ao início do XX.
   O autor da Introdução ao segundo volume, Allan Megill, sintetiza:

“...o objetivo do historiador é assegurar dentro da consciência humana um conhecimento  do modo como as coisas eram,em face de um sempre crescente esquecimento.”

      (Introdução pg 37)

MALERBA,Jurandir. Org. Lições de História:da história científica   à crítica da razão
       metódica  no  limiar do século XX . Porto Alegre:FGV:EDIPUCRS,2013.






      Dicionário de História do Brasil


      Esta publicação nasceu  das fichas  de preparação  das aulas do professor Moacyr Flores,que, com o tempo evoluíram para verbetes sobre fatos históricos, historiadores e personagens  do processo histórico. Primeiramente, o autor  escreveu o Dicionário da História do RGS como ponto de partida para ampliar para a História do Brasil. A função do dicionário é iniciar uma pesquisa,resolver dúvidas imediatas, traçar um caminho  para  estudos mais aprofundados,é um facilitador por reunir informações abrangentes em uma única publicação.

    FLORES,Moacyr.Dicionário de História do Brasil.4.ed.ampl. e  atual.Porto Alegre:
          EDIPUCRS,2008.


As publicações aqui apresentadas foram recebidas da EDIPUCRS  para o acervo bibliográfico do AHPAMV e estarão disponíveis depois de  catalogadas. 


17 de nov de 2014

ARQUIVO HISTÓRICO ABRE PARA PESQUISA, SÁBADO, DIA 22 DE NOVEMBRO



                  Prezados(as) pesquisadores (as)



          Chegamos ao 12º sábado do nosso cronograma,encerrando  essa atividade em 2014.Os interessados devem agendar a pesquisa até meio-dia de quinta, dia 20, pelo telefone 32898282 ou e-mai
atendimentoah@smc.prefpoa.com.br


 Horário: 8h30min às 11h30min

          Atenciosamente


    Equipe do AHPAMV
          
       

ARQUIVO HISTÓRICO PARTICIPA DE SEMINÁRIO DIA 03 DE DEZEMBRO


12 de nov de 2014

Arquivo Público de São Paulo Lança Livro Eletrônico


     Trata-se do livro Memória Histórica da Capitania de São Paulo: edição e estudo, de Renata Ferreira Costa, resultado de sua dissertação de mestrado em Filologia e Língua Portuguesa na Universidade de São Paulo em 2007.
A publicação é munida de informações importantes sobre o contexto histórico, cultural e linguístico do Brasil do século XVIII, época na qual se situa Memória Histórica da Capitania de São Paulo e todos os seus memoráveis sucessos desde o anno de 1531 thé o prezente de 1796. Além disso, contém a edição semidiplomática – ou transcrição paleográfica – desta obra, produzida pelo então escriturário da Secretaria do Governo de São Paulo, Manuel Cardoso de Abreu (1750-1804).
    O download do livro eletrônico nos formatos ePUB e PDF é gratuito e pode ser feito a partir do endereço   http://www.arquivoestado.sp.gov.br/difusao/editorial_download.php
(O formato ePUB oferece uma leitura mais acessível ao leitor, já que é projetado para o conteúdo fluido, no qual a tela de texto pode ser otimizada de acordo com o dispositivo usado - computadores, tablets e smartphones).


10 de nov de 2014

ABERTA CONSULTA PÚBLICA DO PLANO SETORIAL DE ARQUIVOS 2015-2025



O Colegiado Setorial de Arquivos do Conselho Nacional de Política Cultural – CNPC, do Ministério da Cultura concluiu a minuta do seu Plano Setorial de Arquivos (2015-2025).
O Plano está disponível para consulta pública até dia 05 de dezembro de 2014; basta se cadastrar e navegar nos objetivos. Participe, faça sua sugestão.

Acesse: 
http://culturadigital.br/arquivo/

5 de nov de 2014

MERCADOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE: documentos no AHPAMV





Prezados leitores!


    Nesta semana, apresentamos alguns documentos referentes aos mercados públicos do município de Porto Alegre.
    Selecionamos documentos referentes aos mercados do Bom fim, ao mercado da praça Garibaldi e ao hortomercado do projeto Renascença, cujas imagens estão postadas a seguir. Todos  se encontram  no fundo documental denominado Indústria e Comércio.
   

Até a próxima semana!

Equipe do AHPAMV
















3 de nov de 2014

"ARQUIVO VAI À ESCOLA" NA FEIRA DO LIVRO


ATENÇÃO!!! ARQUIVO ABRE SÁBADO, DIA 08 DE NOVEMBRO, PARA PESQUISA




                                 

            No próximo sábado, dia  08 de novembro,abriremos o Arquivo para atendimento ao pesquisador,das 8h30min às 11h30min.

           O agendamento  deve ser feito até  quinta-feira, ao meio-dia, pelo fone  32898282 ou pelo e-mail
atendimentoah@smc.prefpoa.com.br





           


 

© 2009AHPAMV | by TNB