27 de jul de 2017

Arquivo Histórico Moysés Vellinho digitaliza 

documentos dos períodos colonial e imperial



Cerca de 170 livros e centenas de documentos dos períodos colonial e imperial, relacionados à vida e administração da capital e do Estado, estão sendo digitalizados pelo Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho. Datado de 1764 a 1889, o material reúne deliberações administrativas, financeiro-econômicas e judiciais dos períodos do Brasil Colônia e Brasil Império e retratam a forma de descentralização da gestão nestes períodos, entre outros fatos.  
 
São correspondências, registros de eleições, registros de nomeação, livros-caixa, processos judiciais e até registro de marcas de gado, além de atas de vereança e outros documentos referentes à Câmara Rio Grandes de São Pedro (1764 a 1809) e de Porto Alegre (1810 a 1889).  O projeto de preservação e acesso a esses documentos foi apresentado ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Arquivos Ibero-Americanos em 2015, de onde recebeu suporte financeiro, e teve início em maio deste ano.

A meta é ter 100% do material digitalizado até fevereiro de 2018, organizado e disponível para consultas online. Com isso, explica Vera Lúcia dos Santos, diretora do Arquivo Histórico Moysés Vellinho, além de facilitar o acesso e ampliar o número de pessoas que poderão estudá-lo, não será mais preciso manusear a documentação, evitando danos ao acervo. 

 “Passamos da metade do trabalho, creio que temos 60% do projeto já digitalizado, São documentos importantes e bastante procurados por estudantes de história, por exemplo, mas também por alunos e professores de muitas outras áreas, que agora poderão acessá-lo de qualquer lugar”, comemora Vera.

O projeto, complementa a atual diretora do Arquivo Histórico, teve início em 2012, ainda na gestão de Rosani Feron, e resultou no Guia de Fundos, que pode ser acessado no endereço http://bit.ly/2h3eZel.


4 de jul de 2017

Serviço de Educação de Jovens e Adultos de Porto Alegre na Ilha da Pintada



        

    A Educação de Jovens e Adultos no Município de Porto Alegre teve seu início no ano de 1989, com a eleição de Olívio Dutra, do Partido dos Trabalhadores, através da criação do Serviço de Educação de Jovens e Adultos. Buscando uma educação emancipadora, baseada na realidade social em que está inserido o aluno, a EJA em Porto Alegre vem educando milhares de trabalhadores desde sua criação. Atualmente,34 escolas de nosso município contam com a Educação de Jovens e Adultos no turno da noite, além delas o Centro de Educação do Trabalhador Paulo Freire disponibiliza esse direito nos três turnos.
            Aqui no Arquivo Histórico,temos uma série de fotos das atividades da EJA, emancipando,através da educação, trabalhadores da região da Ilha da Pintada




Essas fotos estão guardadas no acervo documental da Educação no Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho e podem ser acessadas em pesquisa presencial.Mais informações:32197900/32898282

atendimentoah@smc.prefpoa.com.br








 

© 2009AHPAMV | by TNB