4 de jul de 2012

O Programa de Educação Patrimonial do Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho faz o balanço do primeiro semestre.



   Estiveram na instituição 1.232 pessoas que participaram dos projetos e visitas-guiadas. A maioria são crianças e adolescentes que puderam, a partir da vivência nos projetos, criar um vínculo com o Arquivo passando este a ser, também, um espaço cultural que reflete a vida da  nossa Cidade, na medida em que nossas memórias podem ser resgatadas  pelos documentos, pelos chalés representativos da ocupação do Bairro Partenon nos séculos XIX e XX e,ainda, pela flora mantida no entorno com figueira e paineiras centenárias.

  Somam-se  a este número os 87 professores da rede municipal de ensino que realizaram Formação no Programa de Educação Patrimonial, tornando-se mediadores da relação Arquivo /aluno. Foram 3 formações: uma em fevereiro, outra em abril e outra  em maio. Estão programadas mais 3 formações para o segundo semestre, que podem ser agendadas pelos telefones:3219 7900 e 3289 8284.

    Estes números confirmam a preocupação da Instituição que, guardiã por dever  da documentação histórica da  Cidade, passa também a se responsabilizar pelo direito de apropriação dos valores identitários nela contidos, garantindo atividades que buscam o encontro com o público escolar nas suas diversas faixas etárias.


0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB