7 de abr. de 2020

Projeto Desarquivando entrevista Sérgio da Costa Franco #2: 

   Nesse vídeo, o historiador de POA fala sobre as diferentes Porto Alegres que se mostraram aos olhos de viajantes e cronistas, desde um pequeno porto luso-africano até uma moderna cidade germânica. Franco nos mostra como o gosto arquitetônico foi mudando na medida que crescia a cidade e mudava sua composição étnica, principalmente na virada do século XX, como esse gosto - pelo novo, moderno - foi solapando o patrimônio histórico da cidade, até a consolidação das medidas de proteção ao patrimônio, nos anos 50 e 60. Sobre a entrevistadora: Marli Rejani é historiadora e professora de história, e na época da entrevista trabalhava na Equipe de Patrimônio Arquitetônico Histórico e Cultural (EPAHC) da prefeitura de Porto Alegre. Participou, nessa entidade, do tombamento de diversos *patrimônios imateriais*, como o Bará do Mercado, as Lendas Tradicionais de POA, a procissão de N. Sra. dos Navegantes e outras pesquisas importantes para a preservação da memória cultural da cidade. Ao entrevistar Sérgio da Costa Franco, Marli proporciona o encontro de duas gerações de historiadores, duas formas diferentes de pensar a história, tanto no tempo, quanto no espaço. Sérgio preza pelos fatos, datas e grandes acontecimentos, enquanto Marli se preocupa com as lendas, as estórias e com o imaginário que constitui o povo e a cidade. Longe de entrarem em contradição, essas duas visões são complementares para entender a história como algo global, que perpassa desde os aspectos mais explícitos (como a arquitetura), quanto os aspectos mais subjetivos (as mentalidades e as lendas).

https://youtu.be/BOi7RE_PZRo

Atenciosamente,

Equipe AHPAMV

0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB