12 de jul de 2013

UM SONHO DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE

       
     

   Velho sonho de Carlos Drummond de Andrade, o Arquivo-Museu de Literatura Brasileira  torna-se realidade em 1972, comprovando a relação  da  arte literária com a memória cultural,através da preservação de objetos e documentos pertencentes a escritores brasileiros.       






         É na Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, que funciona esse Arquivo-Museu. É lá que podemos encontrar  o poema inédito de Machado de Assis “Os pássaros” ,os originais do romance Til,de José de Alencar, e alguns manuscritos  de Vinicius de Moraes. Na parte museológica,  podemos conhecer os quadros pintados por Clarice Lispector,uma poltrona e uma mesa de jantar pertencentes a Manuel Bandeira,canetas,medalhas,lembranças de viagens,esculturas, caixas de música e outros objetos, totalizando 1.200 peças pertencentes a escritores brasileiros.

                       
        Antônio Carlos Vilaça assim descreve o Arquivo-Museu:

                       Trata-se de uma instituição viva,dinâmica,disposta
                  a prestar serviço à comunidade.Não é uma torre de
                  marfim,um hortus conclusus,um lugar fechado,uma
                  capelinha esotérica,mas pelo contrário, um ponto de
                 convergência,um lugar de convívio, uma casa voltada
                 ao mesmo tempo para o passado e para o futuro, aberta,
                 disposta a dar, e não só a receber.



 








O Arquivo-Museu de Literatura Brasileira- Um sonho drummondiano. Edições Casa de Rui Barbosa-2002
   Este guia do Arquivo-Museu da Literatura Brasileira  está  à disposição, na estante do acervo bibliográfico do Arquivo  Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho


   
         


0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB