28 de abr. de 2020

Estreou em 24 de abr. de 2020 

Projeto Desarquivando Arquivo Histórico Moysés Vellinho entrevista Sérgio da Costa Franco parte 4:

   Sérgio da Costa Franco escreveu diversos livros sobre porto alegre, incluindo "Porto Alegre Ano a Ano" (2012), "Crônicas Históricas" (2004), "Porto Alegre E Seu Comércio" (1983), "Santa Casa 200 Anos: Caridade E Ciência" (2003), entre outros fundamentais para compreender a história da cidade. 

   Além disso foi jornalista, advogado, professor e promotor de justiça. Chegou a ser presidente do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul, e é também membro do IHGB. Acima de tudo é um dos grandes pesquisadores da história de Porto Alegre. 

   Nesse vídeo, o historiador de POA fala sobre a sua trajetória, desde o momento que se interessou pela temática histórica, até construir sua carreira como historiador. Sérgio da Costa Franco escreve seus primeiros textos publicados no Correio do Povo, antes de colaborar em projetos como historiador. Seu trabalho com fontes primárias começa quando já era funcionário do judiciário em Soledade. Logo, começa a dedicar seu tempo para pesquisas documentais, em jornais e relatórios governamentais para fazer um dos trabalhos mais completos sobre a história de Porto Alegre: o "Guia Histórico" e "POA ano a ano", ambos trabalhos fundamentais para auxiliar o pesquisador no Arquivo Histórico Moysés Vellinho. 

   Sobre os entrevistadores: PROJETO DESARQUIVANDO 

   O projeto nasceu em 2018, a partir da constatação de que era necessário fazer circular o conhecimento guardado e produzido no Arquivo Histórico Moysés Vellinho. Também percebendo que era possível utilizar ferramentas, como a internet e as redes sociais para espalhar o conhecimento histórico, que muitas vezes permanece em círculos muito restritos de pesquisadores. Assim, o projeto Desarquivando busca através de plataformas digitais compartilhar o conhecimento histórico utilizando entrevistas, textos, imagens, etc... 

   Seus apoiadores são principalmente a diretora do AHPAMV Vera dos Santos, a historiadora (até 2018 da EPAHC) Marli Rejani, e os diversos estagiários que passaram pelo Arquivo nesses dois anos. Ainda está no começo, mas as ideias são muitas e as possibilidades também. Enfim, sabemos que nem todos tem o gosto pela disciplina história, mas sabemos que todos tem direito a saber sobre o passado do lugar onde vivem, e isso é o mais importante. 


Atenciosamente,

Equipe AHPAMV

0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB