24 de mai de 2017

Resenha do livro: Padre Landell de Moura: Um herói sem glória






Referência
ALMEIDA, Hamilton. Unidade das forças físicas e a harmonia do Universo. In:_________. Padre Landell de Moura: um herói sem glória. Rio de Janeiro: Record, 2006.

Mostra o valor de Roberto Landell de Moura, conhecido como padre-cientista, e a sua contribuição na telecomunicação, com o invento do telefone. Aponta que construiu aos 16 anos um telefone, um ano depois de Graham Bell tê-lo criado, mas que ainda não tinha chegado ao Brasil. Aborda grande parte da sua biografia, principalmente, a adolescência, contendo trechos de suas próprias anotações, retiradas de seu manuscrito.  Relata sobre a vida de Landell de Moura, analisando o seu interesse pelos conceitos filosóficos, mecânica celeste, pelas ciências físicas e químicas, e sua latente vocação científica, até o desenvolvimento da carreira eclesiástica, formando-se sacerdote em Roma. Expõe a facilidade de Landell de Moura na observação de um fenômeno físico e a criação das primeiras idéias da sua teoria sobre “Unidade das forças físicas e a harmonia do Universo”. Discorre superficialmente sobre seu adoecimento, e sua carreira eclesiástica, e os fatos históricos pelos quais o Brasil passava, e que afetaram os bispos brasileiros, na qual a catolicismo viu-se ameaçado pelo positivismo dominante: a proclamação da República. Conclui que Landell de Moura foi um grande inventor brasileiro, além de padre católico e cientista, e que ainda hoje tem grande influência e reconhecimento, seja no ramo científico e religioso, tendo grande mérito pelos seus feitos.

Palavras-chave: Landell de Moura. Padre-cientista. Inventor.





0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB