24 de mai de 2016

SÉRIE :Curiosidades do Acervo do AHPAMV (03)





       Em  requerimento ao  Intendente Otávio Rocha, em 1926,o Fiscal do Mercado Público, Julio José  Machado, solicita que seja anulada  a  suspensão a ele imposta por  episódio de confronto com um veterinário que também fiscalizava  os produtos à venda no local.Depois de anos de desavença, o Fiscal perdeu a paciência, chamando o outro de “polaco",numa discussão sobre a competência de cada um na fiscalização das mercadorias.Foi quando o dito polaco respondeu: “tu negro porco filho da p...”

      Apesar da injúria racial, quem foi punido foi o Fiscal  afro. No despacho do requerimento em que ele pede para ser anulada a punição, lemos que  Otávio Rocha manteve o castigo porque, segundo testemunhas, foi Júlio quem começou as ofensas chamando o veterinário de “polaco”.

Abaixo, o documento com o despacho













Fonte: Inquéritos Administrativos  da Assistência Pública da PMPA,que foi extinta  e substituída pela  Diretoria de Saúde Pública em 1941. Os referidos documentos estão à disposição do público, em pesquisa presencial.



0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB