27 de ago de 2014

A MEMÓRIA NOS LIVROS:A Análise e o Arquivo (1)













       A história é possível sem arquivos? Elisabeth Roudinesco, reconhecida historiadora e psicanalista francesa, convoca-nos, em seu livro “A Análise e o Arquivo”, para refletir acerca destas e de outras questões em torno do conceito de arquivo. Dividido em três partes, o livro é o arquivo escrito de conferências pronunciadas pela autora no auditório da Bibliotèque Nationale de France, em Paris, no ano de 2001. No primeiro capítulo, Roudinesco discute os polêmicos processos de arquivamento e interpretação dos Sigmund Freud Arquives (EUA) e, ainda, a posição ocupada nesse contexto pelos museus freudianos de Viena e de Londres. Em seguida, investiga as implicações da tradição oral na obra de Jacques Lacan. Por fim, são examinados os diversos arquivos referentes ao “culto de si e as novas formas de sofrimento psíquico”. Questões que, da forma como são colocadas pela autora, possuem interesse para além da psicanálise. Trata-se de uma leitura destinada a todos aqueles que desejam pensar de forma crítica sobre a situação atual da cultura em geral, especialmente no que se refere às formas de subjetivação contemporâneas. Nesse sentido, o arquivo é tomado como suporte e fio condutor fundamental. Frente à complexidade e interdisciplinaridade suscitada pela questão do(s) arquivo(s), o tema é abordado através da combinação entre erudição e clareza já características da autora. Boa leitura! 









Sander Machado da Silva
Psicanalista em formação pelo Centro de Estudos Psicanalíticos de Porto Alegre (CEPdePA). Psicólogo. Especialista (Residência Multiprofissional).





                                                       


                    Prezados(as) leitores(as)

                   
     A partir desta semana, iniciamos uma série de resenhas  de livros  que    abordam a questão da memória e a materialização desta nos arquivos, em diversas áreas da cultura. A resenha de hoje é sobre a psicanálise e os arquivos, tema  pouco ou nada debatido nas instituições arquivísticas em geral, numa brilhante contribuição do nosso novo colaborador, Dr. Sander Machado, a quem agradecemos em nome da equipe do AHPAMV. A publicação resenhada não faz parte  do nosso acervo bibliográfico, mas se inclui na nossa divulgação pela relevância do tema e pelo valor  que agrega ao universo dos arquivos históricos.



                                      

                      Atenciosamente


                           


                         Equipe do AHPAMV


  















0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB