12 de mar de 2014

Cyro Martini lê Aquiles Porto Alegre



                Pode um autor produzir uma obra histórica  relevante  e autoral com base na obra de outro autor? Pode. Cyro Martini  publicou  recentemente(com lançamento na Feira do  Livro 2013) o livro  A cidade risonha de Aquiles Porto Alegre- Porto Alegre século XIX,no qual  apresenta a Cidade  do  referido período,através do olhar   revelador de Aquiles,  com contribuições  de outros autores.
    
    Sobre os meios de locomoção na década de 1870, lemos na página  217: 
         
   Nos festejos do Menino Deus, os porto-alegrenses iam  de carro tracionado por animais,a cavalo, de vapor e muitos a pé. Depois de 1873, passaram  a  usar  o bonde puxado por burros.



         Já na página 127, lemos sobre a educação;
      As atividades docentes, em Porto Alegre, tiveram início através  de iniciativas isoladas de alguns  professores. Em 16 de julho de 1927,em artigo publicado em A Federação,Gaston Hasslocher Mazeron, discorreu sobre o início da instrução na  cidade,informando que, em 17 de junho de 1780,Manoel Simões Xavier recebeu autorização do Reino, para ensinar a ler,escrever e contar,com o que se estabeleceu em nossa capital o magistério primário.
    A citação acima  exemplifica que  o autor utilizou outras fontes para ampliar  as informações contidas nas crônicas de Aquiles. E assim, o livro passeia pela Porto Alegre antiga, construindo um painel da época,que parte da  obra de Aquiles Porto Alegre e se completa por outras fontes.
           
    
 

Querem saber mais? Encontrarão   no  Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho  este livro à disposição para leitura e pesquisa no local.









MARTINI.Cyro. A cidade risonha de Aquiles Porto Alegre-Porto Alegre-séc.XIX 
      Porto Alegre:Martins Livreiro Editora,2013.



0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB