26 de mar de 2013

No aniversário da Cidade,um presente aos porto-alegrenses



            

     A obra com a transcrição paleográfica do Livro de registro das Posturas Municipaes de 1829 até 1888, foi lançada pelo Coordenador da Memória Cultural, Luiz Antônio Custódio no dia 19/03/2013, durante o Evento “História de Porto Alegre: seus 241 anos, a partir dos documentos históricos”.
          O documento Livro de registro das Posturas Municipaes de 1829 até 1888 é parte do acervo documental arquivístico do Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho - AHPAMV, sua edição faz parte da difusão cultural no mundo dos arquivos históricos e é um presente de aniversário a Porto Alegre e seus habitantes  na passagem dos 241 anos da Cidade.
           A escolha das Posturas Municipais para edição é balizada pelo significativo conteúdo deste documento para o entendimento da formação da cidade de Porto Alegre.
O trabalho paleográfico segue as normas técnicas para transcrição e edição de documentos manuscritos em uso no Brasil,  propondo  padronizar as edições paleográficas.
No trabalho da transcrição, a forma textual característica foi mantida, com os erros de grafia e de gramática, e os arcaicos do pronome pessoal oblíquo da 3ª pessoa foram mantidos, na forma como era escrita.
       Quanto às abreviaturas, grafias distintas das atuais e palavras ilegíveis e/ou danificadas foram escritas na íntegra e sublinhando as letras faltantes, os “ésses” caudados foram transcritos como “ésses” normais, as marcas significativas de “etc”, preposições “por” e “para” estão transcritas na forma atual e as palavras que não estão legíveis receberam, em seu lugar, a inscrição “ilegível” entre colchetes.
     Os meses do ano eram escritos sempre com inicial maiúscula e foram transcritas da mesma forma. Outras formas de escrita dos meses do ano foram transcritas assim: “9bro” por novembro e “10bro” por dezembro.
Para o entendimento do documento e confirmação dos padrões de assinaturas e termos encontrados no mesmo, foram consultados outros documentos históricos contemporâneos ao texto original e também custodiados pelo AHPAMV. Ao final da edição para facilitar o entendimento, em especial de alguns termos em desuso, foi elaborado um glossário.
    A transcrição paleográfica foi realizada,a partir da transcrição do arquivista Adriano Tadeu Kochanowski,por técnicos do AHPAMV. O historiador Sérgio da Costa Franco escreveu o prefácio contextualizando a importância das posturas na organização social e espacial de Porto Alegre.
    A publicação integra a Série Memória Cultural editada pela Secretaria Municipal da Cultura / Coordenação da Memória Cultural como volume três. Esta obra permite uma leitura mais acessível de um documento escrito dentro de uma linguagem antiga e própria do século XIX.
Parabéns Porto Alegre!



0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB