23 de out de 2012

TRABALHADORES INVISÍVEIS



Obra de manutenção dos chalés do Arquivo Histórico de Porto Alegre Moysés Vellinho




Quem construiu a Tebas de sete portas?
Nos livros estão nomes de reis.
Arrastaram eles os blocos de pedra?
E a Babilônia várias vezes destruída
--Quem a reconstruiu tanta vezes?
Em que casas
Da Lima dourada moravam os construtores?
Para onde foram os pedreiros, na noite em que a Muralha da China ficou pronta?
A grande Roma está cheia de arcos do triunfo
Quem os ergueu? Sobre quem  Triunfaram os Césares? A decantada Bizâncio
Tinha somente palácios para os seus habitantes? Mesmo
na lendária Atlântida
Os que se afogavam gritaram por seus escravos
Na noite em que o mar a tragou.
O jovem Alexandre conquistou a Índia.
Sozinho?
César bateu os gauleses.
Não levava sequer um cozinheiro?
Filipe da Espanha chorou, quando sua Armada
Naufragou. Ninguém mais chorou?
Frederico II venceu a Guerra dos Sete Anos.
Quem venceu além dele?
Cada página uma vitória.
Quem cozinhava o banquete?
A cada dez anos um grande Homem.
Quem pagava a conta?
Tantas histórias.
Tantas questões.




Poema de Bertold Brecht
Perguntas de um trabalhador que lê





Os trabalhadores... 







...as histórias...












... a questão:

Nosso dever de incluir os trabalhadores na história do Arquivo  de Porto Alegre Moysés Vellinho





0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB