6 de dez de 2011

A IMPRENSA ALTERNATIVA NOS ANOS DE CHUMBO

 
-->
               
Coojornal (1975-1982), agora em livro

 



"...percebe-se  o  perfil heterogêneo
dos jornalistas cooperativados,
unidos  na luta por democracia."

    
    
      
     Nos  sombrios anos setenta, uma cooperativa de jornalistas fundou em  Porto Alegre  o Coojornal, editado para dar voz a quem não tinha e revelar a  realidade  oculta pela censura. Nesse  espaço democrático construído pelo jornal num  período histórico de  repressão política, foram publicadas reportagens, entrevistas e charges nas 78 edições, em sete anos de existência.
    
    Em 2011, quase trinta anos depois, surgiu, de um grupo egresso da extinta Cooperativa, a  ideia  de reunir  em livro uma seleção de reportagens representativas da época, para facilitar o acesso ao conhecimento  daquele período histórico. O suporte livro favorece a  ampla circulação de parte significativa   do conteúdo do jornal e a permanência das informações. Um documentário em cd com relatos  de alguns desses jornalistas sobre a experiência de um jornal comandado pelos próprios jornalistas acompanha a publicação.
       
   Pela lista de   associados (pg. 24), percebe-se  o  perfil heterogêneo dos jornalistas cooperativados, unidos  na luta por democracia. A conjuntura mudou e, atualmente, muitos deles estão em campos políticos diferentes (e até opostos), separados por seus vieses ideológicos. Alguns nomes conhecidos: Alberto André, Alice Urbim, Sérgio Caparelli, Lauro Quadros,Ana Amélia Lemos, Adroaldo Correa,Luiz Eduardo Achutti,Luiz Fernando Veríssimo e Rafael Guimaraens(um dos organizadores do livro).

  Os  temas são bem abrangentes: a ecologia sob a ótica de  Lutzenberger; a música,em entrevistas com o censurado Chico Buarque e também com  Elis Regina, Caetano Veloso e Teixeirinha, a repressão política,a lista de cassados, a Guerrilha do Araguaia, a  revolução na Nicarágua, Jango, Getúlio Vargas, as greves no ABC paulista e o sequestro dos uruguaios Lilian Celiberti  e Universindo Diaz, revelando a política  de colaboração entre as ditaduras do  Cone Sul. Formando o necessário contraponto, encontramos, na página 256, o humor de Luiz Fernando Veríssimo numa entrevista fictícia com o personagem  analista de Bagé, defensor da “terapia do joelhaço”. 

 O livro  já está  na estante  do acervo bibliográfico do Arquivo Histórico,enriquecendo a coleção do Coojornal(1977-1982) existente na hemeroteca(acervo de jornais e revistas).



cooJORNAL- um jornal de jornalistas  sob o regime militar
Organizado por Rafael Guimaraens,Ayrton Centeno e Elmar Bones
Editado pela Libretos,em Porto Alegre,2011.
  

     

        
     
   








      

0 comentários:

Postar um comentário

 

© 2009AHPAMV | by TNB